Artigos publicados em Periódicos

No jornal CORREIO DO POVO, Porto Alegre-RS:

1949 – Fev./4: O desequilíbrio econômico entre o sul e o norte.

            Fev./6: A instrução pública no Brasil.

            Fev./13: Migrações internas.

            Fev./20: O êxodo rural do Brasil.

            Mar./3: Como Herbert Smith viu o Rio Grande.

            Mar./4, 6 e 8: As bases históricas do municipalismo brasileiro.

            Mar./25:  Aspectos da hipertrofia das capitais.

            Abr./14 e 30: Em torno do ciclo dos pioneiros.

            Jun./14: Oliveira Viana e a Revolução Farroupilha.

            Jul./30 e Ago./4: Esquema sociológico da Fronteira.

            Nov./11: A província da Serra.

1950 – Jul./5: Um balanço censitário da nação.

            Set./30: O crescimento demográfico das cidades brasileiras.

1951 – Mar./21: O desequilíbrio demográfico do Rio Grande do Sul.

            Jun,/1º e 5: Aspectos do CensoAgrícola de 1950.

            Ago./26: A participação do aborígene na colonização da Fronteira.

1952 -  Mai/11: A distribuição das propriedades rurais no Brasil.

            Out./30: O analfabetismo no Rio Grande do Sul.

1954 -  Jun./19: A irreligiosidade dos rio-grandenses.

             Jul./17: Um código de posturas municipais de 1898.

1955 – Out./15: Os antigos almanaques.

            Nov./26: Jaguarão, cidade há cem anos.

1956 – Fev./11: Ciclos de cultura do Rio Grande do Sul.

            Abr./14: Aspectos da irreligiosidade no Rio Grande do Sul.

            Jun./9: Ângelo Dourado e seus “Voluntários do Martírio”.

            Nov./10 – O diário de uma excursão eleitoral em 1856.

1957 – Jan./12 – O trigo americano e o Rio Grande do Sul.

            Mai./5 – A resistência cultural dos colonos alemães (traduzido pelo “Brasilpost”, São Paulo, 9/06/1956, sob o título de “Der kulturelle Wiederstand deutscher Kolonisten”).

             Fev./16 – Os processos de Gumercindo Saraiva.

             Ago./24 – Preconceitos intelectuais e ressentimento cultural.

              Out./12 – A História: culto de heróis ou ciência?

1958 -  Mar./1° - A visão sociológica de Alcides Maya.

             Mai./10 – Os “monges” do Alto Taquari.

             Mai/24 – A navegação do Alto Taquari.

             Jun./14 – A naturalidade de Gumercindo Saraiva.

             Nov./29 – Os “triolets” anônimos da “Federação”.

1960 -  Abr../2 – Monografias históricas municipais.

            Abr./9 – Cooperação na pesquisa histórica.

            Jun./25 – Do campo aberto à porteira fechada.

1961 -  Mar./11, 18, 25, 31 e Abr./8 – O sentido histórico da revolução de 1893.

1967 -  Nov./18 – A fronteira de Piratini.

             Dez./11 – Serra e Campanha.

1968 -  Mar,/23 – O reconhecimento dos campos de Soledade.

             Ago./8 – A idealização do Império.

             Ago./29 – Ainda a idealização do Império.

              Ago./31 – “Capitalismo e Escravidão no Brasil Meridional”.

              Set./ 21 – A conquista dos domingos.

1969 -   Ago./16 – O preconceito racial no Rio Grande do Sul.

             Set./20 – Fatores da insurreição farroupilha.

             Nov./8 – Um problema de pesquisa lítero-histórica.

1972 -  Ago./19 – O relatório do barão d’Ornano.

1980 -  Out./3 – Revolução de 1930: antecedentes no Rio Grande.

             Nov./22 – Partidos e movimentos políticos no ciclo de 30.

1983 -   Set./17 – As grandes enchentes de Porto Alegre.

 

Na revista “HORIZONTE”, de Porto Alegre-RS:

1955 –janeiro/abril (nº 30) – novembro (nº 31) – Esboço de uma História do Povo Rio-Grandense.

1956 – janeiro (nº 32) – Esboço de uma História Popular do Rio Grande (continuação)

 

No jornal ”A HORA”, de Porto Alegre-RS:

1958 – Set./20 – O sentido do tradicionalismo.

 

No jornal “DIÁRIO DE NOTÍCIAS”, Porto Alegre-RS:

1958 – Out./19 – Historiografia e as massas.

 

Na REVISTA JURÍDICA, Porto Alegre-RS:

1960 – Março/abril, nº 44 – “Denúncia rejeitada com base no artigo 43, I, do Código de Processo Penal: do recurso cabível” pp. 80-84.

1962 – Março/abril, nº 56 – “Poder de fiscalização”, pp. 448-451.

 

Na REVISTA DA PROCURADORIA GERAL DO ESTADO, Porto Alegre-RS: 

1986 – Nº 43 – “Instituições Municipais, Policiais e Judiciárias no Período Regencial”, pp. 39-43

 

Na revista ISTO É, Rio de Janeiro-RJ:

1977 – Jun./ 29 – O caudilho maragato.

 

Na REVISTA DO CLUBE MILITAR, Rio de Janeiro-RJ:

1993 – julho/agosto – A revolução federalista de 1893.

 

Na revista CONTINENTE, ANO IV, nº 26:

1993 – Porto Alegre nos romances de Caldre e Fião.

 

Nos Cadernos  PORTO & VÍRGULA, Porto Alegre-RS:

1993 – Porto Alegre na guerra civil: o “combate” dos cafés, pp. 65-70.

1994 – Nov./ 11 - Entrevista (crônica).

1995 – In: “Herbert Caro”, “Um jornalista diletante, pp. 23-25.

 

Na revista HYLOEA– do Colégio Militar de Porto Alegre:

1997 – A comunidade porto-alegrense e o Colégio Militar.

 

No jornal O FLUMINENSE, Niterói-RJ:

1998 – Jun./ 13 – Um romance surpreendente.

 

Na REVISTA DO PROFESSOR, Porto Alegre-RS:

1999 -Out./dez.- 500 Anos de Brasil.

 

No JORNAL DO COMÉRCIO, Porto Alegre-RS:

1991 – Set./ 20 – Demanda por autogoverno.

1999 – Mar./ 24 - Porto Alegre em festa.

 

No jornal A FOLHA, Jaguarão-RS:

2000 – Abr./ 28 – Políticos de Jaguarão no tempo da monarquia.

            Jul./ 7 – A primeira câmara de Jaguarão.

 2001 – Maio/ 10 – O primeiro jornal jaguarense.

 

Em CADERNOS JAGUARENSES, Instituto Histórico e Geográfico de Jaguarão:

1990 – Vol. 1 – A propaganda republicana em Jaguarão.

1998 – Vol. 2 – Jaguarão, 1867, pp. 43/46.

                        -  Os primeiros jaguarenses, p. 79.

2006 – Vol. 3 – O primitivo mercado da vila de Jaguarão.

2009 – Vol. 4 – A criação de Jaguarão, pp. 15-18.

 

No CADERNO DE LITERATURA, Ajuris, Porto Alegre:

2004, dezembro – Um moinho de vento na Praça da Matriz

                       

No JORNAL DO MERCADO, Porto Alegre:

1997 – Maio – Completo e vinho verde.

2011 -        Fev./ – Mendigos e pedintes.

                  Mar./ – Os encantos do cotidiano.

                  Abr./ – Apenas há noventa anos.

                  Maio/ - Lugar de encontro e saudade.

                  Jun./ - O Mercado e os viajantes.

                  Jul./ - Mercado Livre.

                  Ago./ - Saudades de um cordeiro.

                  Nov./ - Três quilos.

 

Na REVISTA BRASILIENSE, São Paulo-SP, nº 25, set./out. de 1959:

      “A política de colonização do Rio Grande do Sul”, pp. 74-89.

 

No BOLETIM DA BIBLIOTECA PÚBLICA DO ESTADO, DAC/SEC, P.Alegre, v.2, nº 1, 1975:

      “Imigrantes italianos na fronteira rio-grandense”, pp. 11-15.

 

No jornal OPINIÃO PÚBLICA, Pelotas-RS:

1990 – Out./ 10 – Incineração.

 

Na REVISTA DO INSTITUTO HISTÓRICO E GEOGRÁFICO DO RIO GRANDE DO SUL, Porto Alegre-RS:

Nº 125, 1989: “A criminalidade do escravo gaúcho no início do século 19”, pp.110-23.

Nº 129, 1993: “Panorama sóciocultural da Fronteira Brasil-Uruguai”, pp.139-50.

Nº 131, 1995: “A evolução da imprensa gaúcha e o CORREIO DO POVO”, pp. 33-40.

Nº 132, 1998: “O sistema prisional de Porto Alegre em 1830”, pp. 9-12.

Nº 133, 1998: “O despertar político da região colonial italiana”, pp. 11-13.

Nº 134, 1999: “A Praça da Matriz na história e na literatura”, pp. 49-57.

Nº 135, 2000: “A Junta de Justiça: primeiro tribunal rio-grandense”, pp. 51-6.

Nº 136, 2001: “Do trabalho servil ao trabalho livre num município da fronteira sul”,        pp.17-23.

Nº 137, 2002: “Os enforcados em Porto Alegre”, pp. 19-39.

Nº 138, 2003: “Os primórdios da medicina no Rio Grande do Sul”, pp. 153-62.

                       “Um centenário memorável”, p. 210.

Nº 139, 2004: “A gestão política interna do PRR ao tempo de Borges de Medeiros”, pp.155-160.

Nº 140, 2005: “Os primórdios da advocacia em Porto Alegre”, pp. 113-19.

Nº 141, 2006: “Alemães e luso-brasileiros em confronto”, pp.115-121.

Nº 144, 2010 – “Franklin Cunha”, pp. 158-172.

Nº 148, 2015 – “Ervais nativos : da exploração comunitária à privatização”, pp.155-160.

 

Em ANAIS DO CONGRESSO NACIONAL DE HISTÓRIA DA PROPAGANDA, PROCLAMAÇÃO E CONSOLIDAÇÃO DA REPÚBLICA NO BRASIL, Rio de Janeiro, IHGB, 1989, 1º v. pp. 143-56:

       “Propaganda republicana num município do sul do Brasil: Jaguarão (1882-89)”

 

 

N.B.: Omitem-se 5234 crônicas curtas, publicadas nos jornais CORREIO DO POVO e ZERO HORA, entre os anos de 1969 e 1990, pela impossibilidade técnica de as relacionar. Mais umas duas dezenas em “A VOZ DA SERRA”, de Erechim-RS.

           

No jornal ZERO HORA, Porto Alegre-RS:

1984 – Set./ 8 – Levante de 1926 – O episódio da morte de João Castelhano.

1985 – Ago./ 20 – Constituinte do Sudeste

1987 – Dez./16 – Peço licença para discordar.

1988 – Nov./13 – A história das eleições de Porto Alegre.

1989 – Set./13 – Euclides, pensador da República.

            Out./14 – Réus índios na Junta de Justiça.

1990 – Nov./10 – A greve dos calceteiros.

1992 – Jun./20 – O bombardeio de Porto Alegre.

            Ago./8  - Porto Alegre descobre seus italianos.

            Set./19 – Documento revela um ato ilegal de Júlio de Castilhos.

1993 – Fev./ 2 – Democracia e mercado.

            Abr./ 2 – Sistema sem credenciais.

            Maio/ 1º - A intolerância de Castilhos foi um dos veículos da guerra.

            Jun./ 25 – Borges de Medeiros e o príncipe Custódio.

            Nov./ 23 – Um restaurante livre de turistas.

            Dez./ 13 – Bendita discordância.

1996 – Jun./ 9 – A lei ceguinha dos faróis acesos.

            Jun./ 30 – Greve geral (à fantasia).

            Jul./ 20 – Mais uma lei ineficaz.

            Set./ 11 – Raízes e orgulho étnico.

            Set. / 25 – População organizada.

            Out./ 10 – Eleição popular em Porto Alegre.

1997 - Abr./ 19 – A popularidade da civilização.

           Jun./ 28 – O fetiche.

            Jul./ 5 – Humilde gentleman campeiro

 1998 – Jan./ 3 – Retrato falado de Santa Maria.

            Jan./ 19 – Um protótipo do autoritarismo.

            Abr./ 11 – Da página policial à novela realista.

            Jun./ 6 – Cidadãos de segunda categoria.

1999 – Mar./11 – Abuso de poder na comunicação.          

            Ago./ 26 – Campanha subversiva.

            Set./ 4 – Os outros 500.

            Set./ 28 –Mitos farroupilhas.

2000 – Jan./6 – O neonacionalismo.

            Set./ 9 – O burlesco plebiscito.

            Set./ 17 – Cultura da violência.

            Out./ 1º - Democracia e tolerância.

            Out./ 15 – Reforma política.

            Out./ 29 – O grande engodo.

            Nov./ 15 – Comédia mal encenada.

            Nov./ 26 – A resistência liberal.

            Dez./ 10 – Justiça penal.

            Dez./ 24 e 25 – Os paradoxos do século 20.

2001 -  Jan./ 7 – Revisionismo incongruente.

             Jan./ 21 – Poder fiscalizador.

             Fev./ 4 – O Carnaval das esquerdas.

             Fev./ 18 –Nepotismo, um mal sem desculpas.

             Mar./ 4 – Um fevereiro deprimente.

             Mar./ 18 – Regime inevitável.

             Abr./ 1º - A questão da segurança.

             Abr./ 15 – Idade e crime.

             Abr./ 29 – A partilha infeliz.

             Maio/ 13 – Velha e nova corrupção.

             Maio/ 22 – Aventura sem futuro.

             Jun./ 10 – Lula e a China.

             Jun./ 24 – Exercício de sinceridade.            

             Jul./ 8 – Cultura do anel de grau.

             Jul./ 22 – Greve e serviço público.

             Ago./ 5 – Esquerda e direita.

             Ago./ 19 – Tempo de circo.

             Set./ 2 – Reformas frustradas.

             Set./ 16 – O atentado e a democracia.

             Set./ 30 – Migrações partidárias.

             Out./ 14 -  MST, terra e reforma.

             Out./ 28 – Os “sem justiça”.

             Nov./ 11 – Exercício de memória.

             Nov./ 25 – A CPI e a “vilania”.

             Dez./ 9 – Sozinho e sem armas.

             Dez./ 23 – Outra lei da mordaça.

2002 -   Jan./ 6 – Opção pela governabilidade.

             Jan./ 20 – Desemprego e demografia.

             Fev./ 3 – As esquerdas e o crime.

             Fev./ 17 – Cultura da violência e da insídia.

             Mar./ 3 – Religião e política.

             Mar./ 17 – Hostilidade à ciência.

             Mar./ 30 – Arraial da discórdia.

              Mar./ 31 – Tolerância com o crime. 

              Abr./ 14 – Gaúchos na política nacional.

              Abr./ 28 – Resistência e desunião.

              Maio/ 12 – Ainda os “sem justiça”.

              Maio/ 28 – Social-democracia.

              Jun./ 9 – De olho no “risco Brasil”.

              Jun./ 23 –Viajantes sem bagagem.

              Jul./ 7 – Simplismo e mistificação.

              Jul./ 21 – Maldita Guerra.

              Ago./ 4 – Reforma fora do tempo.

              Ago./ 18 – A pedra no caminho.

              Set./ 1º - Expectativas do século.

              Set./ 15 – Adesão inesperada.

              Set./ 29 – Facultativo ou obrigatório?

              Out./ 10 – Eleições e reforma.

              Out./ 27 –Renovação em dose dupla.

              Nov./ 10 – Consolidação democrática.

              Nov./ 24 – Demagogia agrária.

              Dez./ 8 – Sob o signo de Caim.

              Dez./ 22 – Segurança, a meta principal.

2003 -    Jan./ 5 – Prolongando a vida.

              Jan./ 19 – Governo e marketing.

              Fev./ 2 – História e previsão.

              Fev./ 16 – Guerra condenada.

              Mar./ 2 – O chapéu do antecessor.

              Mar./ 16 – Portugal e nós.

              Mar./ 27 – Valorosa vítima.

              Mar./ 30 – Opinião e responsabilidade.

              Abr./ 13 – Terror ou paz ?

              Abr./ 21 – A “caixa-preta”.

              Maio/ 11 – Um centenário memorável.

              Maio/ 25 – A era do espetáculo.

              Jun./ 8 – Uma anacrônica bandeira.

              Jun./ 22 – Esquentar a educação.

              Jul./ 6 – Descrédito e vingança.

              Jul./ 20 – Excentricidades cubanas.

              Ago./ 3 – Reformas e desestímulo.

              Ago./ 17 – Natalidade, sim ou não?

              Ago./ 31 – A política indigenista.

              Set./ 14 – Biografia tentadora.

              Set./ 28 – A gangorra americana.

              Out./ 12 – O ataque de Asma.

              Out./ 26 – Historiografia engajada.

              Nov./ 9 – Dureza e justiça.

              Nov./ 23 – Desculpas sem razão.

              Dez./ 7 – Reforma política.

              Dez./ 21 – Obscurantismo em ação.

2004 -    Jan./ 4 – O olhar dos estrangeiros.

              Jan./ 18 –Crime e desinformação.

              Fev./ 1º - Oitenta por cento.

              Fev./ 15 – O turismo dos presidentes.

              Fev./ 29 – O bingo e o sofá.

              Mar./ 14 – O auge da hipocrisia.

              Mar./ 28 – Balanço medíocre.

              Abr./ 11 – A bandeira do federalismo.

              Abr./ 25 – Reforma ou remendos?

              Maio/ 9 – Terra e crime organizado.

              Maio/ 23 – Responsabilidade social.

              Jun./ 6 - Quotas e incentivos.

              Jun./ 20 – Partidos de mentira.

              Jul./ 4 – Defesa do território.

              Jul./ 18 – Uma brava nação.

              Ago./ 1º - O incidente messiânico.

              Ago./ 15 – Cheiro de stalinismo.

              Ago./ 29 – Covardia e sindicalismo.

              Set./ 11 – Gonçalves Chaves, precursor de idéias.

              Set./ 12 – Identidade e autonomismo.

              Set./ 26 – A demagogia em ação.

              Out./ 10 –Em busca de empatia.

              Out./ 24 – Trajetória de cidade.

              Nov./ 7 – Esperanças municipais.

              Nov./ 21 – Memórias políticas.

              Dez./ 5 – Atentados à autonomia.

              Dez./ 19 – O arcaísmo do STF.

2005 -    Jan./ 2 – O festival ideológico.

              Jan./ 16 - Ética republicana.

              Jan./ 30 – A reforma impossível.

              Fev./ 13 – Patrimônio cultural.

              Fev./ 27 – O profissionalismo político.

              Mar./ 13 – Cidade mutante.

              Mar./ 27 – Milícia liberticida.

              Abr./ 10 – O Papa e a pós-modernidade.

              Abr./ 24 – Serviço público em crise.

              Maio/ 8 – Brasil e Argentina.

              Maio/ 22 – Cidade sem memória.

              Jun./ 5 – Remédios para a corrupção.

              Jun./ 19 – Ciência e demagogia.

              Jul./ 3 – Engano em bronze.

              Jul./ 17 – Vergonha em crise.

              Jul./ 31 – O incontrolável.

              Ago./ 14 – Temor justificado.

              Ago./ 28 – Reformas sem golpismo.

              Set./ 11 -  Ressurreição dos estados.

              Set./ 25 – A opção desprezada.

               Out./ 9 – Não à proibição.

               Out./ 23 – o “amor remunerado”.

               Nov./ 6 – Saudável obrigação.

               Nov./ 20 – O espírito republicano.

               Dez./ 4 – Uma eleição singular.

               Dez./ 18 – A oposição de Sua Majestade.

               Dez./ 31 – 2005 D.C.

2006 -     Jan./ 15 – Litoral norte.

                Jan./ 29 – Vitória dos vencidos.

                Fev./12 – Intolerância em fúria.

                Fev./ 26 – Literatura esquecida.

                Mar./ 12 – Terrorismo agrário.

                Mar./ 26 – A comédia dos partidos.

                Abr./ 9 – A indignação sem voz.

                Abr./23 - Sem algemas.

                Maio/ 7 – A opção boliviana.

                Maio/ 21 – No clima do terror.

                Jun./ 4 – Direito adquirido.

                Jun./ 18 – Voto obrigatório.

                Jul./ 2 – Partidos cartoriais.

                Jul./ 16 – Biografias.

                Jul./ 30 – Presidencialismo.

                Ago./ 13 – A falácia do voto nulo.

                Ago./ 23 –Que reformas?

                Set./ 10 – Deliberações secretas.

                Set./ 24 – Palavra fora de hora.

                Out./ 8 – O fenômeno Alckmin.

                Out./ 22 – Os vices.

                Nov./ 5 – Aritmética eleitoral.

                Nov./19 - O sonho da federação.

                Dez./ 3 – O drama das metrópoles.

                Dez./17 – Um centenário.

2007 -      Jan./ 1º (e 31/dez.) - Racionalidade e emoção.

                Jan./ 14 – Sociedade do espetáculo.

                Jan./ 28 – Democracia degradada.

                Fev./ 11 – Diplomacia em crise.

                Fev./ 25 – Distritos eleitorais.

                Mar./ 11 – Reformas processuais.

                Mar./ 25 – Aventuras do imperialismo.

                Abr./ 8 – Demagogia racial.

                Abr./ 22 – Semostração.

                Maio/ 6 – Erudição e ironia.

                Maio/ 20 – Racismo explícito.

                Jun./ 3 – Corruptos e corrupção.

                Jun./ 17 – Reforma de tiro curto.

                Jul./ 1º - Judicialismo.

                Jul./ 15 – Memórias.

                Jul./ 29 – Impunidade e condescendência.

                Ago./ 12 – A Porto Alegre de 1932.

                Ago./ 26 – Anti-semitismo.

              Set./ 9 – Censo demográfico.

              Set./ 23 – Heróis mercenários.

              Out./ 7 – O Senado em debate.

              Out./ 21 – Sem rumo político.

              Nov./ 4 – Males do centralismo.

              Nov./ 18 – Bicentenários.

              Dez./ 2 – Caudilhagem.

              Dez./ 16 – Resistência legislativa.

              Dez./ 30 – Poder de fiscalização.

2008 -    Jan./ 13 – Um diplomata da República.

              Jan./ 27 – Leis de trânsito.

              Fev./ 10 – Fraternidade e preconceito.

              Fev./ 24 – Sucessão hereditária.

              Mar./ 9 – Guerras sul-americanas.

              Mar./ 23 – Lei seca nos estádios.

              Abr./ 6 – Comércio de dissertações.

              Abr./ 20 – Monarquia, não!

              Maio/ 4 – O curto espaço.

              Maio/ 18 – Abolição da escravatura.

              Jun./ 1º - Reforma às avessas.

              Jun./ 16 – O “pitbull” da inflação.

              Jun./ 29 – Rigorismo e corrupção.

              Jul./ 13 – Corrupção endêmica.

              Jul./ 27 – Centralismo abusivo.

              Ago./10 – Estatística e pobreza.

              Ago./ 24 – Dois ases do livro.

              Set./ 7 – Mais sorte que juízo.

              Set./ 21- Mediadores parcializados.

              Out./ 5 – Gestores municipais.

              Out./ 19 – A obrigação de ir às urnas.

              Nov./ 2 – Gangues juvenis.

              Nov./ 16 – O presidente negro.

              Nov./ 30 – Inclemências se repetem.

              Dez./ 28 – Personalidade ímpar.

 2009 -   Jan./ 11 – Valioso documentário.

              Jan./ 25 – Popularidade e poder.

              Fev./ 8 – A comédia dos partidos.

              Fev./ 21 – O MST e suas aulinhas.

              Mar./ 8 – O Supremo Tribunal em foco.

              Mar./ 22 – Reedições valiosas.

              Abr./ 5 – Tempo de gafes.

              Abr./ 19 – Mais uma do centralismo.

              Maio/ 3 – Em busca de austeridade.

              Maio/ 17 – Reforma política.

              Maio/ 31 – Da tolerância ao vandalismo.

              Jun./ 14 – Euclides e os gaúchos.

              Jun./ 28 – Vexames do Senado.

              Jul./ 12 – Lixo e consumismo.

              Jul./ 26 – O mundo dos idosos.

              Ago./ 7 – Intervenção federal?

                Ago./ 9 – Os enigmas do caudilho.

                Ago./ 23 – Censura e história.

                Set./ 6 – Bandidagem à solta.

                Set./ 21 – Urbanidade e complacência.

                Out./ 4 – Má companhia.

                Out./ 18 – Centralismo cultural.

                Nov./ 1º - O primeiro magistrado.

                Nov./ 15 – Ministério da Propaganda.

                Nov./ 29 – Esquerda e direita.

                Dez./ 13 – A eterna corrupção.

                Dez./ 27 – Intimidade política.

2010 -      Jan./ 10 – Intimidades da história.

                Jan./ 24 – Revisões radicais.

                Fev./ 7 – A sucessão presidencial.

                Fev./ 21 – Fraternidade ou demagogia.

                Mar./ 7 – Memória da inflação.

                Mar./ 21 – Diplomacia e carisma.

                Abr./ 4 – A Saga no Prata.

                Abr./ 18 – Imprevidência ou fatalidade.

                Maio/ 2 – Sobre o alcance de uma anistia.

                Maio/ 16 – Parlamentarismo.

                Maio/ 30 – Os bilhetinhos de Jânio.

                Jun./ 13 – O Dilúvio e a poluição.

                Jun./ 27 – Imparcialidade religiosa.

                Jul./ 11 – Os oitenta por cento.

                Jul./ 25 – Valioso depoimento.

                Ago./ 8 – A voracidade fiscal.

                Ago./ 22 – Os indecisos decidem.

                Set./ 5 – Hierarquia e democratismo.

                Set./ 19 – O cavalo do comissário.

                Out./ 3 – Inevitável desalento.

                Out./ 17 – Renovação da esperança.

                Out./ 31 – Pelo mau exemplo.

                Nov./ 14 – O fiasco do ENEM.

                Nov./ 28 –Peculiaridades gaúchas.

                Dez./ 12 – Não há mais segredos.

2011 -      Abr./ 8 – Summum jus, summa injuria.

                Abr./ 28 – A obrigação de votar.

                Maio/ 15 – A língua do vale-tudo.

                Jun./ 18 – Uma Canudos ao Sul?

                Jul./ 31 – Mistura de raças.

                Nov./ 21 – Solução impossível.

                Dez./ 3 – Luigi Del Re, um intelectual discreto.

                Dez./ 6 – Debate singular.

                Dez./ 18 – Nomes de ruas.

2012 -      Jan./ 14 – Retrato ácido de um tirano.

                Fev./ 28 – Biografia de João Goulart.

                Out./ 6 – O aventureiro que a História esqueceu.

                Out./ 22 – O Supremo e o espetáculo.

2013 -      Jan./ 22 – Um líder que morre.

                  Maio/ 4 – As cabeças e os chapéus.

                  Jul./ 10 – O Mercado, um herói sobrevivente.

                  Jul./ 13 – O hábito da destruição.